Propensity of Mortality from External Causes in the State Piauí, Brazil 2001-2012

  • Sandra Beatriz Pedra Branca Dourado Mestre em Genética e Toxicologia pela Universidade Luterana do Brasil (ULBRA,2012), especialista em terapia intensiva pela Universidade Federal de São Paulo(UNIFESP,2001), graduada pela Universidade Federal do Piauí (1995).
  • Marcia Andreia Moura Teixeira ENFERMEIRA FORMADA PELA FACULDADE ESTÁCIO TERESINA
  • João Pedro Willaigagnon Costa Melo ENFERMEIRO FORMADO PELA FACULDADE ESTÁCIO TERESINA
  • Marcio Denis Medeiros Mascarenhas Doutor em Ciências Médicas (2014) pela Universidade Estadual de Campinas, Mestre em Ciências e Saúde (2004), Especialista em Epidemiologia (2010), Saúde Pública (2004) e Formação Pedagógica em Educação Profissional na Área de Saúde (2003). Participou do Programa de Treinamento em Epidemiologia Aplicada aos Serviços do SUS-EPISUS (2005-2007) do Ministério da Saúde em parceria com o CDC de Atlanta/EUA. Graduado em Enfermagem (2001).
  • Verbenia Cipriano Feitosa Possui graduação em Enfermagem pela Universidade Federal do Piauí -UFPI (1999). Especialização em Saúde Publica,Especialização em Obstetrícia e Mestrado em Enfermagem,todos pela UFPI.
  • Danieli Maria Matias Coelho Possui graduação em ENFERMAGEM pela Universidade Federal do Piauí (1998). Mestre em Ciências e Saúde pela Universidade Federal do Piauí. Atualmente é coordenadora do curso de graduação em Enfermagem da Sociedade de Ensino Superior Estácio de Sá/Centro de Ensino Unificado de Teresina (CEUT),
  • Solange Maria De Sousa Possui graduação em ENFERMAGEM pela Universidade Federal do Piauí (1996). Atualmente é professor da faculdade ESTÁCIO TERESINA
  • Tereza Cristina Araujo Da Silva Possui graduação em Enfermagem (2010) e Especialização em Docência do Ensino Superior (2013) pela Faculdade de Ciências Humanas, Saúde, Exatas e Jurídicas de Teresina - CEUT. Pós- graduanda da especialização em enfermagem em terapia intensiva pela Faculdade Mauricio de Nassau.

Abstract

Objective: To analyze the trend of mortality from external causes in the State of Piauí from 2001 to 2012. Methodology: descriptive, exploratory and quantitative study. The System databases used were Mortality Information of the Ministry of Health, available on the website of the Department of the Unified Health System Information. Results: There were 19,725 deaths, highlighting the male (82.8%), aged 20-39 years (46.3%), marital status: single (51%), of brown ethnicity (66.2%), and education from 4 to 7 years (26.3%). The men, aged 20 to 29 years (29.7%). The women, aged 60 and over (25.5%). The standardized mortality rate increased (74.6 / 100 000 inhabitants) in 2012. Conclusion: External causes affecting especially the younger population. Transport accidents and assaults accounted for the main specific causes of death. It is necessary to develop educational activities for greater emphasis on reducing mortality and more effective public policies. 

Published
Oct 24, 2016
How to Cite
PEDRA BRANCA DOURADO, Sandra Beatriz et al. Propensity of Mortality from External Causes in the State Piauí, Brazil 2001-2012. International Archives of Medicine, [S.l.], v. 9, oct. 2016. ISSN 1755-7682. Available at: <http://imed.pub/ojs/index.php/iam/article/view/1988>. Date accessed: 20 nov. 2017. doi: http://dx.doi.org/10.3823/2139.
Section
Epidemiology

Keywords

External causes. Mortality. Declaration of death. Accidents. Violence.